PESQUISA NESTE SITE:

sexta-feira, 16 de junho de 2017

CARMO DO CAJURU-MG - Câmara cassa mandato de vereador suspeito de estuprar 15 crianças

Vereador é preso por estupros.
Se condenado, pode pegar até 100 anos de prisão.


              A Câmara dos Vereadores de Carmo do Cajuru-MG, no Centro-Oeste do Estado, cassou o mandato do vereador Carlos Henrique da Rádio (PDT), que é investigado pela Polícia Civil por suspeita de estupro e pedofilia contra 15 crianças e adolescentes na cidade. 

              Preso desde o último dia 8 de março, na Penitenciária Pio Canedo em Pará de Minas-MG, na mesma região, ele pode ser condenado a mais de 100 anos de prisão, caso seja condenado à pena máxima por cada uma das vítimas identificadas.

              De acordo com o presidente da Casa, Adriano Nogueira da Fonseca (PSB), quem assume a vaga de Carlos Henrique é o vereador suplente, Sebastião Faria Gomes (PDT). O Partido Democrático Trabalhista não se manifestou sobre o caso.

              As investigações do caso começaram ainda no mês de fevereiro deste ano, quando o delegado Wesley Amaral de Castro, responsável recebeu uma denúncia do caso. 

“O suspeito se aproximava da família das vítimas e depois de ter a confiança dos familiares, ele pedia para deixarem as crianças irem na casa dele.

Lá tem um poço, onde ficam uns animais, como patos, e ele deixava as crianças nadarem, oferecia balas, doces, chamava para assistir filmes, oportunidade em que praticava os abusos, masturbava-se e assistia vídeos pornográficos na frente das crianças. 

Todas as vítimas são extremamente carentes do ponto de vista social, econômico e até familiar”
              Contou o delegado.

              Nessa Terça-feira (170613), o inquérito sobre o caso foi finalizado. Pelo menos 15 crianças e adolescentes foram identificadas como vítimas do vereador. 

“O vereador foi indiciado por estupro de vulnerável pelas 15 vítimas e ainda existem mais seis crimes envolvendo satisfação de lascívia mediante a presença de adolescente e criança – quando ele se masturbava na presença de vítimas”
              Explicou Castro.


Outros crimes 

              O vereador foi autuado também por crime ambiental, por possuir animais silvestres sem autorização. 
              Foram encontrados cavalos, araras e um cágado, em um cúbico, o que demonstra maus tratos.

              O suspeito nega todos os crimes. 
              Ele alegou gostar de crianças e que sempre quis ajudá-las. A reportagem tentou contato com o advogado do vereador, mas não obteve resposta.

              Carlos Silva foi o vereador mais votado em 2016, recebendo 674 votos. Ele é do PTD e ocupa umas das 11 cadeiras da Câmara Municipal
              O político já já foi preso por calúnia em data anterior.

              Com Informações de: MinasHoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o bom linguajar é a base de tudo!
Evite a crítica desconstrutiva, racismo violência, discriminação e assim evitará a exclusão de seu comentário!
O autor.

23 de Julho: Dia do Guarda Rodoviário

Imagens e Frases de Dia do Guarda Rodoviário