PESQUISA NESTE SITE:

7 de julho de 2017

CORÉIA DO SUL - Degeneração do disco intervertebral lombar em Bombeiros

Discos invertebrais lombares degeneram com a idade. A grande atividade física de bombeiros militares pode ser causa de muitos sofrerem doenças degenerativas da coluna lombar.


              Pesquisadores das principais Universidades da Coréia do Sul tentaram identificar se o tipo de trabalho dos Bombeiros tem alguma relação com a degeneração dos discos intervertebrais lombares, considerando que existe uma associação estabelecida entre trabalho com alta demanda física, excesso de carga e desenvolvimento de dor na região lombar.


              Os discos intervertebrais absorvem o estresse mecânico e permitem os movimentos da coluna vertebral. Porém, os discos intervertebrais lombares degeneram com a idade. Essa degeneração é uma das principais causas de dor lombar e pode levar a distúrbios sensoriais e fraqueza nas pernas, deficiências e baixa qualidade de vida, além de impor uma alta carga financeira para tratamento e reabilitação. 

              Embora fatores relacionados ao trabalho, como o manuseio de material pesado e postura inadequada, possam estar associados a doenças degenerativas da coluna lombar, poucos estudos investigaram a associação entre os fatores relacionados ao trabalho e a degeneração do disco intervertebral lombar.


              Participaram do estudo profissionais de 25 estações de incêndio, que foram estratificados em função da idade, sexo, e tipo de trabalho. Em seguida foi feito um sorteio aleatório, que selecionou 392 Bombeiros aos quais foram aplicados exames de ressonância magnética e questionários apropriados. Quatro radiologistas realizaram a análise dos exames de imagem a fim de permitir a concordância no diagnóstico.

              É importante frisar que a duração de trabalho (quantidade de horas trabalhadas) entre os dois grupos (operacional e administrativo) foi semelhante.

              Os resultados indicaram que a idade, como esperado, está fortemente correlacionada a uma maior degeneração e que o grupo de Bombeiros que trabalhavam na atividade operacional tinham uma degeneração discal mais acentuada, relacionada ao tipo de trabalho.


              Os resultados mais claros mostraram a alta correlação entre o trabalho operacional e a degeneração discal entre L4-L5, especificamente. Os trabalhadores de áreas administrativas não apresentaram essa correlação.

              Os autores concluem que: “Os bombeiros que realizam atividades de campo como o combate a incêndios, emergência e resgate que colocam uma alta demanda física na parte inferior das costas podem ter um risco aumentado de degeneração do disco intervertebral lombar no nível L4-5, o que pode contribuir para a dor lombar e herniação de disco intervertebral."


              Com informações de: NCBI.
              Apresentação: L.Nascimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!
Seu nome e sua cidade é muito importante!

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017
Certificado de Destaque do ano

GRUPO LEIA UNAÍ

GRUPO LEIA UNAÍ
Participe também via Whats do nosso Grupo de Notícias

GRUPO FALA UNAÍ

GRUPO FALA UNAÍ
Participe também do Grupo Público no Whats

LEIA UNAÍ

LEIA UNAÍ

FALA UNAÍ

FALA UNAÍ