PESQUISA NESTE SITE:

quinta-feira, 6 de julho de 2017

BURITIZEIRO-MG - Polícia investiga estelionatário que prometia venda de dinheiro falso pelas redes sociais

Homem foi conduzido à delegacia e teve celulares apreendidos; PC acredita que menos 15 pessoas podem ter encomendado as notas falsas.

               A Polícia Civil investiga um homem de 28 anos acusado de cometer o crime de estelionato na região de Buritizeiro-MG. Na madrugada desta Quarta-feira (170705), o homem foi conduzido à delegacia e teve celulares apreendidos. 

               No local, segundo a PC, ele confessou publicar em grupos de redes sociais anúncios em que oferecia notas de dinheiro falsas. A PC chegou até o estelionatário através de contato pelas redes sociais e quebra de sigilo telefônico. 

               O homem prometia, após depósitos feitos, produzir o dinheiro e, ao receber o valor combinado, deixava de fazer contato com as vítimas.

               Para a polícia, mais de 15 pessoas podem ter encomendado as notas falsas que seriam enviadas via Correios, mas não chegaram a ser fabricadas pelo criminoso. O valor cobrado pelo estelionatário era correspondente a 10% do valor encomendado. Para o delegado responsável pelo caso, Jéferson Leal da Silva, o autor acreditava que nenhuma vítima faria denúncia por se tratar de uma prática imoral.

“Realmente não houve denúncia. 
Ele sabia que as pessoas teriam medo de chegar à polícia dizendo que encomendaram dinheiro falso pela internet. 
Ele confessou tudo ao ser preso e não encontramos nenhum indício de que ele tinha realmente intenção de fabricar o dinheiro. 
Por isso o crime é caracterizado como estelionato”
               Explica o delegado.

               A polícia chegou até o criminoso através do número do chip cadastrado em uma rede social. Segundo a PC, as informações referentes ao dono do telefone coincidiam com os dados bancários fornecidos pelo estelionatário para que as vítimas efetuassem depósito.

               O estelionatário, ainda segundo a PC, contou ter começado a praticar o golpe das notas falsas após ter caído duas vezes, tentando comprar dinheiro. A polícia suspeita de que mais pessoas em cidades vizinhas pratiquem o mesmo tipo de crime.

“Só no celular deste autor, depois da apreensão, recebemos dezenas de ligações perguntando sobre o dinheiro. 
A polícia de Várzea da Palma também fez contato por suspeitar de que crimes desta ordem estejam sendo praticados. 
As pessoas caem com muita facilidade, acreditam que vão ganhar dinheiro rápido”
               Afirma Jéferson.

              De acordo com a Polícia Civil, as pessoas envolvidas no caso por encomendarem notas falsas serão investigadas. Ainda não há estimativa de quantas vítimas tenham caído no golpe e o quanto em dinheiro o estelionatário possa ter arrecadado.

               O homem, segundo a PC, prestou esclarecimentos e foi liberado.

               Ele vai ser indiciado por crime de estelionato e poderá ser preso após sentença do juiz, ou caso volte a praticar o golpe.


               Com informações de: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o bom linguajar é a base de tudo! Evite a exclusão de seu comentário! Identifique-se.
Jisohde, o Gerenciador.

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017
Certificado de Destaque do ano

GRUPO LEIA UNAÍ

GRUPO LEIA UNAÍ
Participe também via Whats do nosso Grupo de Notícias

GRUPO FALA UNAÍ

GRUPO FALA UNAÍ
Participe também do Grupo Público no Whats

LEIA UNAÍ

LEIA UNAÍ

FALA UNAÍ

FALA UNAÍ