PESQUISA NESTE SITE:

segunda-feira, 10 de julho de 2017

RECANTO DAS EMAS-DF - Após três meses de Investigação, crime de estupro é comprovado

A jovem de 19 anos se encontrou com o criminoso acreditando tratar-se de uma entrevista de emprego, mas foi vítima do golpe conhecido como “boa noite, Cinderela.


              Na tarde desta Segunda-feira (170710), a Polícia Civil divulgou o caso após passar três meses de investigação, comprova o crime cometido por Alex dos Santos Ribeiro, 31 anos. Na 27ª DP de Recanto das Emas-DF, onde o estuprador foi apresentado à imprensa, "Maria" (nome fictício), contou  como foi enganada pelo bandido.

“Isso não vai sumir da minha mente nunca.” 
               Com a voz embargada e o olhar baixo, foi assim que Maria resumiu o trauma de ter sido estuprada pelo técnico de laboratório Alex dos Santos Ribeiro, 31 anos. 

                Após ser dopada, Maria foi violentada. 
               O caso ocorreu em 12 de abril.

               Em 12 de abril, Alex entrou em contato com a jovem pelo Facebook usando um perfil falso com o nome de Keila
               Segundo Maria, Keila disse que havia uma vaga de recepcionista disponível no laboratório de exames em que trabalhava, no Setor Sul do Gama-DF

“Marcamos a entrevista duas vezes, até que na Quarta-feira (170412) deu certo. 
Ela me disse que um supervisor me buscaria. 
Achei estranho, mas fui. 
O salário era mais de R$1.500,00”
               Contou a vítima à reportagem.
            
               Segundo a jovem, ela e uma amiga foram até uma parada de ônibus no Recanto das Emas para encontrar o supervisor, que se identificou como Carlos

“Pedi para minha amiga anotar a placa do carro e fui. 
Quando entrei, ele me ofereceu um suco e eu tomei.
 
Tinha gosto de manga, mas era estranho, fomos conversando e num certo ponto do caminho eu dormi.”

               Maria disse que acordou horas depois, seminua, num quarto com vista para uma delegacia e algumas árvores. Como estava dopada, ela não conseguiu identificar o lugar.

"Acordei com dor de cabeça e ele me deu mais dois comprimidos. 

Apaguei de novo. 
Por volta das 22:00 horas, ele me deixou na esquina da minha casa. 

Estava meio tonta e fui embora. 
Só percebi o estupro no banho. 
Senti muita dor“


              Hoje, o sentimento é de tristeza. 
              Após o abuso sexual, Maria mudou da cidade onde morava. 

“Não desejo isso para ninguém. 
Quero justiça. 
Ele é um monstro, um animal. 
Quero que ele fique preso.” 

              Após ser violentada, a moça procurou a polícia.

Vestígio de entorpecentes

              Segundo o titular da 27ª DP, Pablo Aguiar, com a placa do carro a polícia chegou a Alex, que foi levado à delegacia em 18 de abril. 

              Na última Sexta-feira (170707), os investigadores conseguiram provar a materialidade do caso. 

              Testes realizados em dois copos amarelados encontrados pela polícia no carro do técnico de laboratório, um Celta, confirmaram a existência do entorpecente usado no golpe “boa noite, Cinderela”.

              Atualmente, Alex encontra-se detido no Complexo Penitenciário da Papuda, mas foi levado à unidade policial nesta Segunda-feira (170710) para ser apresentado à imprensa. 

              O homem, que não tinha antecedentes criminais, manteve-se em silêncio.

              Agora, os investigadores buscam outras vítimas de Alex

“Sabemos de pelo menos outras duas mulheres que foram abordadas. 
Elas também buscavam vaga de emprego, mas não chegaram a entrar no carro”
              Detalhou o delegado.


Criminoso é casado

              Ainda de acordo com Pablo Aguiar, Alex é casado e o perfil falso criado pelo estuprador é de uma pessoa que existe realmente. 

“Verificamos que a Keila trabalha no mesmo lugar que a esposa do Alex
Ele usou as fotos e o nome dela na rede social. 
A esposa dele não sabia de nada”
              Contou o titular da 27ª DP.

              Para o delegado Aguiar, a confirmação da culpa de Alex é uma vitória. 

“Até Julho, já foram registradas 10 ocorrências de estupro nesta delegacia, e nove criminosos estão presos”
              Informou. 

“Prender esse rapaz significa que esse tipo de crime não vai passar em branco no DF”
              Ressaltou Pablo Aguiar.

Crescimento de casos de estupro

              O balanço da criminalidade mais recente divulgado pela Secretaria da Segurança e da Paz Social mostra um aumento no número de estupros no DF: passaram de 53, em maio de 2016; para 94 no mesmo mês deste ano, ou 77,4% a mais.

              Com Informações de: OD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o bom linguajar é a base de tudo! Evite a exclusão de seu comentário! Identifique-se.
Jisohde, o Gerenciador.

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017
Certificado de Destaque do ano

GRUPO LEIA UNAÍ

GRUPO LEIA UNAÍ
Participe também via Whats do nosso Grupo de Notícias

GRUPO FALA UNAÍ

GRUPO FALA UNAÍ
Participe também do Grupo Público no Whats

LEIA UNAÍ

LEIA UNAÍ

FALA UNAÍ

FALA UNAÍ