PESQUISA NESTE SITE:

sábado, 8 de julho de 2017

PATOS DE MINAS-MG - Hospital é condenado a pagar R$ 50 mil a paciente que teve infecção após parto

Decisão foi em segunda instância e ainda cabe recurso; G1 entrou em contato com casa saúde, mas não obteve retorno.


               Uma mulher que perdeu o útero em decorrência de uma infecção após o parto pode receber R$50.000,00 em indenização por danos morais do hospital onde ficou internada em Patos de Minas-MG
               A decisão foi publicada pela 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais - TJMG nesta Sexta-feira (170707). 

               Decisão foi em segunda instância e cabe recurso. 
               O G1 entrou em contato com unidade de saúde, mas não obteve retorno.

               Segundo informações do tribunal, o caso aconteceu entre o final de agosto e início de setembro de 1997. A mulher relatou no processo que passou por uma cesárea na Casa de Saúde Imaculada Conceição e recebeu alta no dia seguinte, mesmo sentindo fortes dores na região abdominal. 

               Ela voltou a ser internada uma semana depois, quando foi identificado um quadro de infecção. Além do útero, a paciente, que na época tinha 25 anos, também perdeu o apêndice.


               O G1 entrou em contato com o hospital, mas não obteve retorno sobre o caso até esta publicação. 

               De acordo com o TJMG, hospital alegou na ação que não pode ser responsabilizado porque a infecção adquirida era oriunda da flora bacteriana da própria paciente e sustentou que não houve falha na prestação do serviço.

               Em primeira instância, o juiz Marcus Caminhas Fasciani determinou uma indenização de R$30.000,00 por danos morais. O caso foi para análise em segunda instância depois que as partes recorreram.



               Com Informações de: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o bom linguajar é a base de tudo! Evite a exclusão de seu comentário! Identifique-se.
Jisohde, o Gerenciador.

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017

UNAIENSES - DESTAQUE - 2017
Certificado de Destaque do ano

GRUPO LEIA UNAÍ

GRUPO LEIA UNAÍ
Participe também via Whats do nosso Grupo de Notícias

GRUPO FALA UNAÍ

GRUPO FALA UNAÍ
Participe também do Grupo Público no Whats

LEIA UNAÍ

LEIA UNAÍ

FALA UNAÍ

FALA UNAÍ